Go ahead, punk. Make my day.

Crítica: Comer Rezar Amar

eat pray love posterTaxado de “filme de mulherzinha” por… bem… contar a história de uma mulher que está cansada da rotina e dá uma virada na vida, deixando tudo para trás para construir uma nova história, Comer Rezar Amar (Eat Pray Love, EUA, 2010) tem todas as características para se transformar em sucesso. Tem Julia Roberts, baseia-se num best-seller, a trama é inspiradora e, acima de tudo, trata-se de um longa dos mais certinhos.

Tudo parece milimetricamente pensado para não causar estranheza, o que de certa forma conforta numa narrativa que poderia ser bem mais angustiante e profunda. Mas o foco não é esse. Assim, acompanha-se Elizabeth Gilbert (Julia) revendo toda a sua existência, saindo de um casamento insatisfatório para buscar a felicidade e paz em três momentos diferentes, passados em Itália, Índia e Bali.

Tudo muito lindo e clichê. Sabe aquela história “para inglês ver”? Impossível não ter essa expressão em mente nos vários momentos em que vão surgindo lugares-comuns da visão estrangeira sobre aqueles três países. Liz está em Bali? Belas florestas e a arquitetura são exaltadas. O local agora é a Índia? Cores, muitas cores em meio a uma pobreza galopante, afinal, aquele é um país de gente feliz e de espiritualidade aguçada acima de tudo. Está na Itália? É só citar o “belíssimo idioma italiano” – Julia Roberts, canastramente, chega a dizer que está apaixonada pela língua.

eat pray love pic1

E apesar de toda a falta sutileza – o maior exemplo é a forma com que o roteiro justifica o fim de um relacionamento de Liz, com o namorado (James Franco) pedindo um tempo rispidamente para que ele possa “sentir falta dela” -, Comer Rezar Amar consegue bons momentos, inclusive quando deixa de elogiar o italiano falando e o explora cinematograficamente. A certa altura explica-se que o idioma também é dito com as mãos, o que dá origem a uma hilária cena pelas ruas de Roma em que cada gesto ganha seu significado.

A direção de Ryan Murphy, mesmo amarrada pelos objetivos da produção, consegue explorar bons ângulos – ainda que muitos deles sejam de puro apelo estético e/ou estilístico. Problema parecido com o da montagem, extremamente ágil e cheia de planos detalhe, mas que em vários momentos se contrapõe ao que se passa na tela, principalmente nos mais dramáticos. Já a decisão de usar atores estrangeiros para interpretar brasileiros não tem explicação. Apesar do resultado não ser desastroso – afinal, um dos “gringos” é o ótimo Javier Bardem -, para o público nascido em terras verde-amarelas é uma tremenda catapulta para fora da narrativa. Além, claro, de mais uma demonstração da falta de cuidado com a cultura alheia.

Analisando melhor, é possível dizer que o filme não foi tão milimetricamente pensado. Mas Comer Rezar Amar não deixa de ser certinho e não chega a irritar. Despretensioso, quer apenas contar uma história interessante. Faz o mínimo – e isso já é mais do que boa parcela dos longas por aí.

Nota: 7

eat pray love pic2

 

4 responses

  1. Ai, que massa! Adoro esses filmes “gayzinhos” da Julia Roberts. Não deu para ver no Cinema, mas já está nas locadoras?

    Ah, não posso esquecer do trivial: “Bela crítica, garoto!”

    rs

    =***

    12 de Novembro de 2010 às 7:19 PM

    • Ainda não está nas locadoras. De qualquer forma valeu pelo elogio ao texto😉

      12 de Novembro de 2010 às 7:38 PM

  2. Massa sua crítica, hein!

    Eu não vi, mas pra falar a verdade não estou tão inspirada em ver. Quando um filme é catalogado tipo..Ah, é um filme Julia Roberts, isso é meio complicado.
    Eu gosto dela, mas só se tiver uma boa trama!

    12 de Novembro de 2010 às 7:54 PM

    • Não chega a ser um filme ruim, pena que não muito empolgante… Tinha potencial, mas…

      13 de Novembro de 2010 às 2:40 AM

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s