Go ahead, punk. Make my day.

Archive for Janeiro, 2011

Framboesa de Ouro 2011 – Os Indicados

Golden_Raspberry_AwardFalar do Oscar é legal, mas não há nada como rir do Framboesa de Ouro, que esse ano tem na liderança da indicações os vampiros e lobos de Eclipse, além dos “avatar” O Último Mestre do Ar, cada um com nove indicações de pior alguma coisa. A categoria mais recentemente criada é “Pior 3-D de Arrancar os Olhos” e a adaptação do de M. Night Shyamalan está lá. Engraçado é ver Entrando numa Fria Maior Ainda com a Família entre os piores roteiros, quando o primeiro longa da trilogia chegou a concorrer a um Oscar na categoria.

 

 

Pior filme

Caçador de Recompensas
O Último Mestre do Ar
Sex and the City 2
A Saga Crepúsculo: Eclipse
Os Vampiros que se Mordam

Pior diretor

Jason Friedberg e Aaron Seltzer – Os Vampiros que se Mordam
Michael Patrick King – Sex and the City 2
M. Night Shyamalan – O Último Mestre do Ar
David Slade – A Saga Crepúsculo: Eclipse
Sylvester Stallone – Os Mercenários

Pior ator

Jack Black – As Viagens de Gulliver
Gerard Butler – Caçador de Recompensas
Ashton Kutcher – Par Perfeito e Idas e Vindas do Amor
Taylor Lautner – A Saga Crepúsculo: Eclipse e Idas e Vindas do Amor
Robert Pattinson – A Saga Crepúsculo: Eclipse e Lembranças

Pior atriz

Jennifer Aniston – Caçador de Recompensas e Coincidências do Amor
Miley Cyrus – A Última Música
As quatro amigas – Sex and the City 2
Megan Fox – Jonah Hex
Kristen Stewart – A Saga Crepúsculo: Eclipse

Pior ator coadjuvante

Billy Ray Cyrus – Missão Quase Impossível
George Lopez – Marmaduke, Missão Quase Impossível e Idas e Vindas do Amor
Dev Patel – O Último Mestre do Ar
Jackson Rathbone – O Último Mestre do Ar e A Saga Crepúsculo: Eclipse
Rob Schneider – Gente Grande

Pior atriz coadjuvante

Jessica Alba – The Killer Inside Me, Entrando numa Fria Maior Ainda com a Família, Machete e Idas e Vindas do Amor
Cher – Burlesque
Liza Minnelli – Sex and the City 2
Nicola Peltz – O Último Mestre do Ar
Barbra Streisand – Entrando numa Fria Maior Ainda com a Família

Pior roteiro

O Último Mestre do Ar
Entrando numa Fria Maior Ainda com a Família
Sex and the City 2
A Saga Crepúsculo: Eclipse
Os Vampiros que se Mordam

Pior casal ou elenco

Jennifer Aniston e Gerard Butler – Caçador de Recompensas
A cara de Josh Brolin e o sotaque de Megan Fox – Jonah Hex
O elenco de O Último Mestre do Ar
O elenco de Sex and the City 2
O elenco de A Saga Crepúsculo: Eclipse

Pior prelúdio, remake, continuação ou plágio descarado

Fúria de Titãs
Sex and the City 2
O Último Mestre do Ar
A Saga Crepúsculo: Eclipse
Os Vampiros que se Mordam

Pior 3-D de Arrancar os Olhos

Fúria de Titãs
O Último Mestre do Ar
Como Cães e Gatos 2
Jogos Mortais – O Final
Nutcracker 3-D


Oscar 2011 – Os Indicados

Oscar12 indicações para O Discurso do Rei, 10 para Bravura Indômita, 8 para A Rede Social e A Origem, um brasileiro no páreo (o documentário Lixo Estraordinário), mas nada de Chris Nolan entre os diretores do ano… Esses são indicados ao 83rd Academy Awards. Ou simplesmente Oscar.

 

 

 

Melhor Filme

Cisne Negro
O Vencedor
A Origem
O Discurso do Rei
A Rede Social
Minhas Mães e meu Pai
Toy Story 3
127 Horas
Bravura Indômita
Inverno da Alma

Melhor Diretor

Darren Aronovsky – Cisne Negro
David Fincher – A Rede Social
Tom Hooper – O Discurso do Rei
David O. Russell – O Vencedor
Joel e Ethan Coen – Bravura Indômita

Melhor Roteiro Original

Another Year – Mike Leigh
O Vencedor – Scott Silver, Paul Tamasy, Eric Johnson
A Origem – Christopher Nolan
Minhas Mães e Meu Pai – Lisa Cholodenko, Stuart Blumberg
O Discurso do Rei – David Seidler

Melhor Roteiro Adaptado

127 Horas – Danny Boyle, Simon Beaufoy
A Rede Social – Aaron Sorkin
Toy Story 3 – Michael Arndt
Bravura Indômita – Joel Coen, Ethan Coen
Inverno da Alma – Debra Granik, Anne Rosellini

Melhor Ator

Jesse Eisenberg – A Rede Social
Colin Firth – O Discurso do Rei
James Franco – 127 Horas
Jeff Bridges – Bravura Indômita
Javier Bardem – Biutiful

Melhor Ator Coadjuvante

Christian Bale – O Vencedor
Jeremy Renner – Atração Perigosa
Geoffrey Rush – O Discurso do Rei
John Hawkes – Inverno da Alma
Mark Ruffalo – Minhas Mães e meu Pai

Melhor Atriz

Nicole Kidman – Reencontrando a Felicidade
Jennifer Lawrence – Inverno da Alma
Natalie Portman – Cisne Negro
Michelle Williams – Blue Valentine
Annette Bening – Minhas Mães e meu Pai

Melhor Atriz Coadjuvante

Amy Adams – O Vencedor
Helena Bonham Carter – O Discurso do Rei
Jacki Weaver – Animal Kingdom
Melissa Leo – O Vencedor
Hailee Steinfeld – Bravura Indômita

Melhor Animação

Como Treinar Seu Dragão
O Mágico
Toy Story 3

Melhor filme em lingua estrangeira

Biutiful (México)
Dogtooth (Grécia)
Em Um Mundo Melhor (Dinamarca)
Incêndios (Canadá)
Fora da Lei (Algéria)

Melhor documentário

Lixo Extraordinário
Exit Through the Gift Shop
Trabalho Interno
Gasland
Restrepo

Melhor fotografia

Cisne Negro
A Origem
O Discurso do Rei
A Rede Social
Bravura Indômita

Melhor montagem

Cisne Negro
O Vencedor
O Discurso do Rei
A Rede Social
127 Horas

Melhor trilha sonora

Alexandre Desplat – O Discurso do Rei
John Powell – Como Treinar o seu Dragão
A.R. Rahman – 127 Horas
Trent Reznor e Atticus Ross – A Rede Social
Hans Zimmer – A Origem

Melhores Efeitos Visuais

Alice no País das Maravilhas
Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte I
Além da Vida
A Origem
Homem de Ferro 2

Melhor direção de arte

Alice no País das Maravilhas
Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte I
A Origem
O Discurso do Rei
Bravura Indômita

Melhor figurino

Alice no País das Maravilhas
I am Love
O Discurso do Rei
The Tempest
Bravura Indômita

Melhor maquiagem

O Lobisomem
Caminho da Liberdade
Minha Versão para o Amor

Melhor documentário em curta-metragem

Killing in the Name
Poster Girl
Strangers no More
Sun Come Up
The Warriors of Qiugang

Melhor curta-metragem

The Confession
The Crush
God of Love
Na Wewe
Wish 143

Melhor animação em curta-metragem

Day & Night
The Gruffalo
Let’s Pollute
The Lost Thing
Madagascar, Carnet de Voyage

Melhor canção originalposter-oscar-2011

“Coming Home” – Country Strong
“I See the Light” – Enrolados
“If I Rise” – 127 Horas
“We Belong Together” – Toy Story 3

Melhor edição de som

A Origem
Toy Story 3
Tron –  O Legado
Bravura Indômita
Incontrolável

Melhor mixagem de som

A Origem
Bravura Indômita
O Discurso do Rei
A Rede Social
Salt


Resumo (17 a 23 jan)

AVATAr poster_special_editionAvatar (Idem, 2009). De James Cameron

Não é à toa que Avatar foi o filme mais discutido, amado e odiado da década passada. De visual que demorará a ser igualado, o longa de James Cameron é uma aventura de roteiro politicamente correto que não chega a ser original, mas no que se propõe, faz acertadamente: tem mensagem ecológica sem forçação de barra, trama redonda e personagens que, se não magistrais, são construídos de maneira sólida. Tudo bem que a estrutura da narrativa lembra, em alguns momentos, o outro megassucesso do diretor, Titanic (bem com oa trilha sonora, talvez o ponto mais fraco de Avatar). Além do fato do filme apelar para uma solução fácil demais em determinado ponto do terceiro ato – sem estragar surpresas: Eywa toma partido. Contudo, a empolgante ação do filme somada à competência do Cameron na criação de um mundo de forma tão meticulosa e paranóica que iria orgulhar até um Stanley Kubrick, levam o espectador ao delírio que só pode ser comparado às guinadas de outros clássicos da ficção-científica como 2001 – Um Odisséria no Espaço, Blade Runner e mais recentemente Matrix. Quem assistiu a Avatar em 3D sabe da imersão do longa, que não apela para objetos sendo jogados na cara da platéia para fazer a terceira dimensão ser percebida. Sutileza dentro de um blockbuster que causou reações típicas de obras cuja relevância desperta paixão ou asco. Se a bilheteria é a maior da história, esse é um assunto à parte, o foco deve estar no que a fita tem a mostrar. E uma coisa, pelo menos, é consenso: os olhos terão deleite ímpar. Nota: 9


Ô de casa!

Jack Torrance chama…

jack_shining-knock


Tutti Buona Gente

Bela edição desse vídeo – ao som de “East Hastings”, do Godspeed You! Black Emperor – que reúne uma galera muito boa. Ou não.

Ele são:

Anton Chigurh (Javier Bardem em Onde os Fracos Não Têm Vez), Don Logan (Ben Kingsley em Sexy Beast), Max Cady (Robert De Niro em Cabo do Medo), Bill the Butcher (Daniel Day Lewis em Gangues de Nova York), Drexl Spivey (Gary Oldman em Amor à Queima-Roupa), Gaear Grimsrud (Peter Stormare em Fargo), Clarence Boddicker (Kurtwood Smith em Robocop), John Ryder (Rutger Hauer em A Morte Pede Carona), Cap. Vidal (Sergi López em O Labirinto do Fauno), Dr. Christian Szell (Laurence Olivier em Maratona da Morte), Alonzo (Denzel Washington em Dia de Treinamento), Mr. Blonde (Michael Madsen em Cães de Aluguel), Cel. Kurtz (Marlon Brando em Apocalypse Now), Don Lope de Aguirre (Klaus Kinski em Aguirre), Zero Wolf (Raoul Trujillo em Apocalypto), Kit (Martin Sheen em Terra de Ninguém), Norman Bates (Anthony Perkins em Psicose), Michael Myers (Halloween), Ray (Ray Winstone em Violento e Profano), Patrick Bateman (Christian Bale em Psicopata Americano), Aileen Wuornos (Charlize Theron em Monster), Lord Summerisle (Christopher Lee em O Homem de Palha), Leatherface (Gunnar Hansen em O Massacre da Serra Elétrica), Frank Booth (Dennis Hooper em Veludo Azul), Paul (Arno Frisch em Violência Gratuita), Harry Powell (Robert Mitchum em O Mensageiro do Diabo), Snoop (Felicia Pearson em The Wire), Stuntman Mike (Kurt Russell em À Prova de Morte), Hans Grueber (Alan Rickman em Duro de Matar), Mr. Blonde (replay), Aaron (Edward Norton in As Duas Faces de um Crime), Tony Montana (Al Pacino em Scarface), Jigsaw (Tobin Bell em Jogos Mortais), Alex Forrest (Glenn Close em Atração Fatal), Nicky Santoro (Joe Pesci em Cassino), Baby Jane Hudson (Bette Davis em O que Aconteceu com Baby Jane?), Harry Lime (Orson Welles em O Terceiro Homem), Enfermeira Ratched (Louise Fletcher em Um Estranho no Ninho), Coringa (Heath Ledger em O Cavaleiro das Trevas), Annie Wilkes (Kathy Bates em Louca Obsessão), John Doe (Kevin Spacey em Se7en), Hannibal Lecter (Anthony Hopkins em O Silêncio dos Inocentes), Jack Torrance (Jack Nicholson em O Iluminado), Alex DeLarge (Malcom McDowell em Laranja Mecânica)


Resumo de início de ano

traffic-movie-posterTraffic (Idem, 2000). De Steven Soderbergh

Quantas boas escolhas um cineasta pode fazer pelo seu filme? Em Traffic, Steven Soderbergh trabalhou no limite delas. Simplesmente não consigo pensar em nada para melhorar o longa. Partindo da fotografia milimétrica e que (genialmente) usa cores diferentes para cada linha narrativa da trama, passando pelo roteiro intrincado, mas incrivelmente fácil de ser seguido, e chegando ao ápice com o elenco impecável. E neste ponto é bom que se ressalte as atuações de Benicio Del Toro e também de Tomas Milian. O primeiro faz um policial honesto – coisa rara numa fronteira México/EUA corrompida pelo tráfico de drogas -, mas que sabe o momento de recuar para obter uma vitória. Del Toro dá ao personagem um ar cansado mais uma malandragem digna de quem conhece muito bem os becos da sujeira policial. Enquanto Milian, em seus poucos momentos na pele do General Salazar, cria aquele tipo de vilão que você adora odiar. Um primor de atuação que quase te convence da verdade distorcida dele. Enquanto isso, Soderbergh vai filmando com sua câmera trêmula (mas certeira) dramas, fatos e ironias no filme mais completo sobre o mundo das drogas já feito. Curiosidade: a fotografia é assinada por Peter Andrews, na verdade um pseudônimo usado por Steven Soderbergh. Nota: 10

a-casa-da-mae-joana-posterA Casa da Mãe Joana* (Idem, 2008). De Hugo Carvana

A intenção era das melhores: reunir um panteão de velhos e bons atores para um filme rápido e divertido sobre amizade e a própria idade dos amigos. Funciona em alguns momentos, mas na maior parte do tempo a produção lembra um especial de TV. Principalmente pelo tom episódico da trama. Paulo Betti, Antonio Pedro e José Wilker tomam um tombo do também malandro Pedro Cardoso e precisam levantar uma grana para pagar o aluguel. Aí, a dinâmica que poderia ser das melhores com os atores juntos é dividida para que cada um tente conseguir o dinheiro. E tome cenas em fast foward (lembrei de Os Trapalhões), gritaria, situações repetitivas e clichês, muitos clichês. Se não fosse pela ótima presença de cena do elenco (inclui-se a hilária Laura Cardoso com cara de deboche) e uma Fernanda de Freitas simplesmente deslumbrante, seria uma tremenda bomba. Ah! Tem a Juliana Paes muito bem… Se é que você me entende. Nota: 6

the-crazies-posterA Epidemia* (The Crazies, 2010). De Breck Eisner

A refilmagem de O Exército do Extermínio, de1973, tem um ar bacana demais de isolamento e desespero sem se levar muito a sério. Parece daquelas produções B da década de 1950, mas que pesa a mão na violência e não tem qualquer pressa em criar situações de medo e em grandes quantidades como nos filmes de terror “mudernos”. Aqui a curva de problemas vai ascendendo de acordo com que os minutos de passam. Inteligentemente, o roteiro de Scott Kosare Ray Wright cadencia a narrativa, propõe dificuldades cada vez maiores para que o ritmo não se perca e ainda reserve um daqueles ótimos finais apocalipticamente exagerados. Isso e mais o diretor Breck Eisner que sabe criar tensão em boas cenas como a do necrotério envolvendo uma serra elétrica e a das camas, quando um louco arrasta um tipo de pá de feno. Nota: 8

 

*Filme visto pela primeira vez

 


Listando 2010 – Melhores e Piores

Desde que abri o Blog Cinefilia, no fim de 2006, as minhas Listas (2009, 2008, 2007) seguem o mesmo padrão. Divido os filmes em quatro categorias: Melhores e Piores vistos no Cinema e Melhores e Piores vistos em Casa, sendo considerados aptos apenas longas assistidos pela primeira vez. Além de incluir a lista completa de todos os filmes assistidos durante o ano e suas respectivas cotações.

Assim, vamos ao que interessa. No ano passado tive um dos piores resultados em quantidade de filmes desde que faço minhas listas. Assisti apenas a 93 filmes 29 nos Cinemas e 64 em Casa -, contra 113 em 2009. Mas o resultado se explica.

Em 2010, o Blog Cinefilia mudou de casa e de cara, ficando três meses parado, período no qual evitei ao máximo assistir a qualquer coisa para não ficar muito desatualizado ao voltar à ativa. O que explica, também, a falta de algumas críticas no blog, algo inédito.

Mas chega de papo e vamos às Listas.

Os Melhores (Cinema)

Tropa de Elite 2
Nota: 9,5
Momento-Chave: Discurso de Cap. Nascimento na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro.

Onde Vivem os Monstros
Nota: 9
Momento-Chave: Carol se despede de Max uivando.

A Origem
Nota: 9
Momento-Chave: Um totem é rodado pela última vez e…

Ilha do Medo
Nota: 9
Momento-Chave: Último diálogo entre Mark Ruffalo e Leonardo DiCaprio.

A Rede Social
Nota: 8,5
Momento-Chave: Jesse Eisenberg fala rápida e desconexamente na abertura do filme e dá forma ao personagem.

Harry Potter e As Relíquias da Morte – Parte I
Nota: 8,5
Momento-Chave: Hermione apaga a memória dos pais
ou Hermione dança com Harry.

Toy Story 3
Nota: 8,5
Momento-Chave: Brinquedos dão as mãos perto do fim.

Kick Ass – Quebrando Tudo
Nora: 8,5
Momento-Chave: Hit Girl vai ao resgate do pai.

Senna
Nota: 8,5
Momento-Chave: A última volta de Senna na F-1.

Guerra ao Terror
Nota: 8,5
Momento-Chave: Sgt. William James se dá conta de que “saiu” da guerra em um supermercado.

Menções a
A Todo Volume e Zumbilândia e as antológicas cenas de abertura de ambos.

Os Melhores (Em Casa)

Apocalypse Now
Nota: 9,5
Momento-Chave: Enfim, Marlon Brando…

Sociedade dos Poetas Mortos
Nota: 9
Momento-Chave: Pés sobre as carteiras e a frase
“Ó Capitão, Meu Capitão!”

A Onda
Nota: 8,5
Momento-Chave: Os camisas-brancas são desmantelados tragicamente.

Anticristo
Nota: 8,5
Momento-Chave: Abertura em câmera lenta: bela, erótica e trágica.

Rebobine, Por Favor
Nota: 8,5
Momento-Chave: A sessão de cinema final, originalmente suecada.

Milk – A Voz da Igualdade
Nota: 8,5
Momento-Chave: Milk discursa para multidão em fúria

A Estrada
Nota: 8,5
Momento-Chave: Pai humilha ladrão e filho assiste

Preciosa – Uma História de Esperança
Nota: 8,5
Momento-Chave: Mo’Nique revela à assistente social o motivo de odiar tanto a filha.

Spartacus
Nota: 8,5
Momento-Chave: Antoninus ajuda Crassus em seu banho, que pergunta ao serviçal se ele aprecia caracóis ou ostras

Louca Obsessão
Nota: 8,5
Momento-Chave: Uma marreta surge
ou “Sou sua fã número 1”

Menções a
Conflitos Internos, com seu final corajoso, e A Garota da Vitrine e sua maturidade.

Os Piores (Cinema)

Nosso Lar
Nota: 4
Momento-Chave: II Guerra Mundial – vários espíritos são recebidos pelos habitantes do Nosso Lar, depois esquecidos

[Rec] 2 – Possuídos
Nota: 5
Momento-Chave: o verme de
Sexta-feira 13 – O Capítulo Final faz uma participação nada interessante.

Príncipe da Pérsia – As Areias do Tempo
Nota: 5,5
Momento-Chave: os péssimos efeitos visuais na seqüência de ação final.

À Prova de Morte
Nota: 5,5
Momento-Chave: Stuntman Mike se torna um paspalho sendo perseguido.

Alice no País das Maravilhas
Nota: 6
Momento-Chave: Alice, enfim, faz alguma coisa por si contra o dragão Jabberwocky , mas aí já é tarde.

Os Mercenários
Nota: 6,5
Momento-Chave: qualquer “não-fala” de Dolph Lundgren, que emite grunhidos durante todo o filme.

Os Piores (Em Casa)

A Órfã
Nota: 2
Momento-Chave: Você descobre que há algo de errado com Ester – e com o filme.

A Terra Perdida
Nota: 3
Momento-Chave: Qualquer piada sexual num filme vindo de uma série família.

Garota Infernal
Nota: 4
Momento-Chave: Uma boca gigante vai em direção à câmera, cheia de originalidade… NOT!!

Evocando Espíritos
Nota: 4
Momento-Chave: Mais uma explicação igual a todas as outras para uma casa assombrada.

Alice in Wonderland: An X-Rated Musical Fantasy
Nota: 4
Momento-Chave: Bom… Este é um filme pornô com a Alice de Lewis Carroll, imagine cada cena antológica que surge.

Crepúsculo
Nota: 4,5
Momento-Chave: O vampiro (?) Edward sai ao sol e ao invés de virar poeira… Brilha.

Adrenalina 2 – Alta Voltagem
Nota: 5
Momento-Chave: Sexo no hipódromo.

Lua Nova
Nota: 5,5
Momento-Chave: Edward e Bella vão à Itália brincar de Romeu & Julieta.

Legião
Nota: 6
Momento-Chave: Mais uma legião de qualquer coisa chega à cabana que parece ser o centro do mundo.

Percy Jackson e o Ladrão de Raios
Nota: 6
Momento-Chave: O Olimpo agora tem endereços variados nos Estados Unidos.