Go ahead, punk. Make my day.

Resumo (1º a 3 fev)

hunger-games-posterJogos Vorazes* (The Hunger Games, 2012). De Gary Ross

Há uma mensagem sobre coerção e os limites extrapolados por um reality show na adaptação de Jogos Vorazes para o Cinema. Mas é difícil nos concentrarmos nela quando a narrativa é tão artificial e expositiva. Numa realidade alternativa, há uma sociedade dividida em 12 Distritos e uma Capital. Anualmente são promovidos jogos nos quais 24 adolescentes tirados dos Distritos se digladiam até que sobre apenas um deles vivo. Ele(a) receberá louros e voltará para casa com o respeito que nenhum habitante dali teria da Capital. Lembra muito a relação de dominação entre metrópoles e colônias após as grandes navegações. Não é à toa que os jovens escolhidos para o torneio sejam chamados de tributos. Os jogos (e mortes) são transmitidos pela TV e antes de entrarem neles os jovens se tornam estrelas televisivas, com direito a talk show e patrocínio. OK, tudo seria ótimo caso o roteiro não se mostrasse mecânico. As cenas parecem encadeadas para serem razão para a passagem seguinte e não para que você se apegue aos personagens e se preocupe com o futuro deles na trama. Perde a chance de tornar tudo ainda mais brutal, pois as únicas pessoas que realmente importam são os representantes do Distrito 12, vividos por Jennifer Lawrence e Josh Hutcherson. Ainda que pareça inviável, caso o filme se concentrasse menos em mostrar quatro ou cinco vezes a protagonista subindo em árvores em cenas de ação sem graça e desse motivo para nos preocuparmos com mais jovens, poderia nos fazer sentir o absurdo daquela tradição – que mata adolescentes em nome da “paz”. Fora que é difícil até acompanhar quantos morrem durante os jogos, já que muitos deles mal vemos em cena antes de irem para a floresta. Mais: em vários momentos a história se vira em favor dos protagonistas. Claro, as guinadas se mostram manobras para que o jogo se torne (em tese) mais emocionante, mas é difícil de engolir que seja manipulado até mesmo por quem não faz parte do comando do programa – a exemplo do envio de medicamentos e recados para Jennifer. E o que dizer dos comentários desnecessários do apresentador Stanley Tucci sobre o que está acontecendo durante os jogos? Nota: 6

*Filme assistido pela primeira vez

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s