Go ahead, punk. Make my day.

Curta

Cuerdas – O curta hit (e lindão)

Cuerdas

Primeiro quem me falou desse curta-metragem foi minha namorada, Caroline Aleixo, depois vi uma avalanche de compartilhamentos por redes sociais. Pra mim, já é um hit na internet. Compreensível. Cuerdas é um filme extremamente fácil de gostar, tem  história politicamente correta e com final um tanto manipulador, mas quem poderá dizer que não se trata de um desfecho emocionante? Dirigido por Pedro Solís García, ele recebeu o prêmio Goya de Melhor Curta de Animação.

O filme trata da amizade entre duas crianças, uma menina chamada Maria e um menino com paralisia cerebral. O título “cordas” faz referência ao uso delas para que haja interação entre os dois – é uma sacada genial do filme. Há uma mensagem de tolerância e contra o preconceito que derrete corações gelados.

Confira e chore – mesmo não tendo encontrado em versão HD ou de qualidade melhorzinha pela web.

UPDATE: Tiraram do ar e não achei outros 😦

UPDATE 2: Subiram de novo! No ar!

São 10 min e 50 seg.


Curta: A Ira de um Anjo

Um filme que não tem muito a acrescentar como Cinema em si, mas muito com a crueza da narrativa de uma criança de 6 anos molestada que se torna um risco para a própria família.

A Ira de um Anjo começa com os gritos da menina Beth: “Quero te matar, mamãe!”. Por meio dos vídeos do terapeuta da criança descobrimos o motivo de tamanha agressividade da filha e as atrocidades que ela comete, como  enfiar alfinetes no irmão e esconder facas da mãe.

Em menos de 30 minutos, o documentário assusta por mostrar um retrato quase inimaginável de uma pessoa tão jovem – ainda que de estrutura nada surpreende e de final relativamente edificante.


Aningaaq – O curta que completa Gravidade

 Aningaaq - Gravidade

Você se lembra daquele momento de Gravidade em que Sandra Bullock tenta desesperadamente se comunicar com alguém na Terra e capta o sinal de uma pessoa chamada Aningaaq? Pois o filho e roteirista do longa-metragem de Alfonso Cuarón, Jonás, preparou um curta-metragem mostrando o ponto de vista de Aningaaq e como foi o diálogo (ou tentativa) com a Dra. Stone.

É um curta simples, mas muito bem encaixado no contexto de Gravidade. Além disso, ele foi inscrito pela Warner na categoria melhor curta-metragem do Oscar. O que quer dizer que se o filme Alfonso Cuarón estiver na premiação da Academia, poderá ter a companhia desse tipo de spin off – que, na minha opinião, nem é tão bom assim, mas está inserido em um contexto tão bacana, que se engrandece.


Curta: Eyrie

photo2

Vencedor do prêmio para estudantes da Academia em 2012, na categoria animação, Eyrie é, ao mesmo tempo, edificante e emocionante.  Fala de um jovem pastor pouco interessado pela responsabilidade – como tantos outros adolescentes -, que aprende uma lição importante.

Até lá, o curta-metragem de David Wolter ganha o espectador por ser singelo e ter uma reviravolta interessante. Além de tudo, tem traços muito bonitos.


Zombies n’ Guns – Curta de terror em GIF

zombies


Curta: Ataque de Pánico! – de Fede Alvarez

fede-alvarez

Já que eu falei sobre A Morte do Demônio em meu último post, acho justo postar aqui o curta-metragem que credenciou o cineasta Fede Alvarez a dirigir o novo filme da franquia Evil DeadAtaque de Pánico! é uma sequência de 5 minutos que mostra a capital do Uruguai, Montevidéu, sendo invadida por robôs gigantes e naves assassinas.

Divertido é e fez barulho em 2009, quando foi lançado, principalmente na Internet. Mas sei lá o que chamou a atenção de Sam Raimi no trabalho para contratar o diretor uruguaio para refilmar sua obra mais importante. O curta é, basicamente, um trabalho estilístico que mostra efeitos visuais medianos e um “senso de destruição” apurado.

Chama atenção o uso da trilha sonora Extermínio – inclusive com uma do grupo de post rock Godspeed You! Black Emperor.


Curta: Cargo – Sobre pais, filhos e zumbis

Cargo-scene

Sabe aquela cena que está em praticamente todo os filmes sobre zumbis, na qual alguém querido se torna um morto-vivo e a pessoa não quer aceitar? Clichê, né? Pois pense novamente no que vai dizer e assista a Cargo, um curta-metragem extremamente emocionante e criativo em meio às inúmeras produções do subgênero atual.

Não é bom ficar falando muito, mas só imagine qual seria sua reação caso estivesse no lugar do protagonista do filme: de repente você acorda e, ainda zonzo, se descobre ao lado de um zumbi e ainda deve cuidar de sua filha recém-nascida. Belo trabalho dos diretores Ben Howling e Yolanda Ramke, que os rendeu uma final no festival de curtas australiano Tropfest.

De nada.