Go ahead, punk. Make my day.

Video

Remember, remember… As fases da Marvel

Avengers-Vingadores

A Marvel Studios se dedicou um vídeo relembrando os filmes produzidos por ela para criar a mitologia de seus quadrinhos no cinema. Os 5min 35seg. servem ainda para fixar que Guardiões da Galáxia, filme mais recente da gigante, faz parte desse mundo e estarão em Os Vingadores 2 – A Era do Ultron de alguma forma.

A montagem é bacana, divertida, mas se leva um pouco mais a sério do que deveria. Tem tom épico, que só é quebrado brevemente pelo guaxinim Rocket. De qualquer forma vale lembrar o império construído pela Marvel com 10 filmes divididos em duas fases. Homem-Formiga deve abrir a fase 3 em 2015.

Anúncios

Os Trapalhões entrevistam Bud Spencer e Terence Hill

Eu, Você, Ele e os Outros

Caramba, a gente sabe que no YouTube há muita coisa bacana e quase esquecida. Mas de vez em quando esbarramos nelas. Como essa entrevista que Os Trapalhões fizeram com a famosa dupla de faroestes cômicos Bud Spencer e Terence Hill.

Para quem não sabe, Renato Aragão, o Didi, produziu o filme Eu, Você, Ele e os Outros, em 1984, para os dois. Muito populares no Brasil, eles foram até o programa d’Os Trapalhões para a divulgação do longa e tiveram um papo surpreendentemente divertido com a turma. Primeiro porque Spencer fala português perfeitamente – ele morou em Recife (PE) na década de 1940. Depois porque eles armam um final divertidíssimo para a entrevista.

Fora a nostalgia que a junção da dupla italiana (sim, eles são italianos) com a trupe brasileira pode trazer para quem tem 30 anos ou mais.


Ela e a testa de Joaquin Phoenix

Phoenix e a testa

Eu realmente gostei do filme Ela. Sensível, bem feito, inteligente e tem a voz da Scarlett Johansson!

Mas aí a gente vê o tipo de vídeo abaixo e nunca mais o filme emocionante será o mesmo. Assim como eu, você vai rir todas as vezes que rever essa cena. E tenho certeza que não era essa a vontade do diretor Spike Jonze para o momento. Enfim.

Assista e entenda.

 

Dica do amigo Douglas D’Andrade.

 


Pearl Jam canta ‘Lei it Go’

Let it go

Nunca fui fã de Pearl Jam e o que eles fizeram na Itália no última dia 20 não vai ajudar muito.

No meio de uma das únicas músicas dos caras que eu curto, “Daughter”, Eddie Vedder e companhia emendaram o refrão de “Let it Go”, música-tema da animação Frozen – Uma Aventura Congelante. Pareceu piada, mas eu acho que não. Enfim. O show aconteceu na cidade de Milão, no estádio San Siro.

No vídeo abaixo você assiste a partir do momento em que Vedder engata a canção Disney que ficou famosa nas vozes de Indina Menzel e Demi Lovato. Mas dá pra ver a apresentação completa de “Daughter” e também de “Jeremy”.

Prefiro minha sobrinha cantando


Pablo Francisco e o cara do trailer

Pablo Francisco

O comediante Pablo Francisco tem uma performance muito boa sobre narradores de trailers que abusam das vozes impactantes nas prévias. Como seria a vida desses caras com a esposa (inclui sexo), com os filhos e, no meio do caminho, como seriam as participações de Arnold Schwarzenegger e Keanu Reeves em um dos trabalhos?

Ele mostra.

Eu ri. Muito.

Sua Vez.

Coming Soon!


Abrindo a caixa de Se7en

Se7en

Uma das cenas mais emblemáticas do Cinema dos anos 90 foi o final mau de Se7en – Os Sete Crimes Capitais, de David Fincher. Nos anos seguintes, com a expansão do comércio na internet, uma das grandes manias (e até um serviço) foram os vídeos que mostram como são pacotes especiais de produtos comprados na web, os chamados “unboxing“.

Junte uma coisa com a outra, inclua um pouco de humor, e temos um vídeo divertido sobre como a cabeça de Gwyneth Paltrow foi descoberta por Morgan Freeman no longa de 1995. Inclusive com uma voz idêntica à do ator.


Depois do Pacific Rim… Atlantic Rim. Sério.

Filmes parasitas ou oportunistas não são novidade – taí Os Carrinhos que não me deixa mentir. Mas de vez em quando a gente topa com algumas coisas tão inusitadas que é preciso compartilhar.

Guillermo Del Toro gastou cerca de US$ 190 milhões para fazer o bacanudo Círculo de Fogo  – ou Pacific Rim, no original. Enquanto isso, o espertalhão produtor David Michael Latt deve ter gastado um décimo desse orçamento e criou o caroneiro Círculo de Monstros – ou Atlantic Rim, no original. A coisa é tão descarada que a galera nem tenta mudar um pouquinho o o ponto de partida da história para fugir de um possível processo por plágio. Quer dizer, até muda: ao invés de saírem das profundas do Oceano Pacífico, os monstros gigantes aparecem no Atlântico.

Pois é.

Mas não é de se espantar, David Michael Latt tem histórico. Em 2005, ele produziu War of the Worlds, parasita do spielberguiano Guerra dos Mundos.

Agradecimentos ao amigo Fabio Henrique Canudim, que me apresentou o projeto.