Go ahead, punk. Make my day.

Posts tagged “Thelma

Resumo (7 a 13 nov)

close-encounters-posterContatos Imediatos do Terceiro Grau (Close Encounters of the Third Kind, 1977). De Steven Spielberg

Se você é o diretor de Tubarão, um dos maiores filmes de verão de todos os tempos, e logo em seguida trabalha numa produção como Contatos Imediatos do Terceiro Grau, merece respeito. O motivo é só um: ambição. O longa de Steven Spielberg, apesar de todo verniz de blockcuster, mexe com conceitos ufológicos nunca antes explorados pelo Cinema. Os encontros do título são mostrados logo no início da produção, o que desencadeia uma mudança na vida de Richard Dreyfuss, que surta e acaba afastando a família. Enquanto isso, o cineasta François Truffaut é um pesquisador que vai atrás de evidências que provam a existência de vida alienígena. Contatos Imediatos é um dos filmes que mais merecem a alcunha de produção cinematográfica, pois pouquíssimas trabalham som e imagem de forma tão intensa, variada e redonda. Seja nos efeitos visuais iluminados e perfeitos, mesmo 34 anos depois. Seja na trilha sonora com as clássicas notas que estabelecem a comunicação entre homens e aliens. E quer melhor exemplo da inteligência do design de som do que os indianos entoando cânticos baseados nessas notas? Mais: uma linda fotografia que cria clima, aliada aos belos planos gerais de Spielberg que insistem em pôr o céu em evidência. Nota: 9

thelouThelma & Louise (Idem, 1991). De Ridley Scott

Thelma & Louise é um interessante caso em que um diretor de características pouco sensíveis, ainda que bom de serviço, está à frente de um material que consegue bons resultados com temática feminista e de relacionamento intimista. Ridley Scott, às vezes pesa a mão, é verdade, levando acontecimentos a verdadeiros espetáculos ou à violência exagerada, vide a explosão de um caminhão ou o sangue que não para de correr do rosto de uma quase estuprada Geena Davis. Na primeira, a situação parece exagerada e a segunda se mostra forçada na dramaticidade já grande por si. Contudo, é ótimo que o roteiro mantenha o possível abuso sofrido por Susan Sarandon envolto de mistério e que o policial vivido por Harvey Keitel seja humanizado, fazendo seu trabalho, mas procurando entender o que motiva as duas mulheres. Geena e Susan saem pelas estradas americanas de forma errante depois de matarem um estuprador. De qualquer forma, Scott filma paisagens cada vez mais desérticas de acordo com que a situação das duas se complica e cria uma das tomadas mais famosas da década de 1990, a qual fecha de forma poética o longa. Nota: 8,5

Anúncios